Índice do Fórum IMVU Portugal

 
  HomeHome    CalendarCalendar    FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistarRegistar   PerfilPerfil   EntrarEntrar 

Ligar e ver Mensagens PrivadasLigar e ver Mensagens Privadas   
Sobre Sexo no Casamento

 
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum IMVU Portugal -> Humor
Ver mensagem anterior :: Ver mensagem seguinte  
Autor Mensagem
Mirtilo
Membro Super-Activo
Membro Super-Activo
Registrado em: 29 Nov 2006
Mensagens: 445

MensagemColocada: Seg Abr 02, 2007 10:38 pm    Assunto: Sobre Sexo no Casamento Responder com Citação

O bombeiro, depois de um dia exaustivo de trabalho, a apagar não sei quantos incêndios e a salvar pessoas, chegou a casa muito cansado e entrou rapidamente. A mulher, que estava no quarto, gritou:
-Não, João Carlos, não acendas a luz que eu estou a morrer de dor de cabeça.
E antes de que ele pudesse dar mais um passo, ela gritou ainda mais:
-Pelo amor de Deus, não acendas a luz, que tou com uma enxaqueca das grandes!
Ele tirou a roupa mesmo às escuras , enquanto a mulher gemia e gritava:
- Não acendas a luz, que me irrita os olhos e a dor de cabeça ainda piora!
E o pobre marido ficou com pena da mulher, tornou a vestir-se , no escuro, e correu para a farmácia da esquina, que estava de serviço. O farmacêutico, que via o homem passando por ali, reconheceu-o e disse:
-Oica, o senhor não é bombeiro?
-Sou...
-E o que é que está a fazer com essa roupa de guarda-nocturno?


O marido durão chega em casa do trabalho e encontra a mulher aos prantos:
_ Osvaldo, a nossa empregada...
_ Isso é problema seu!
_ Ela... ela está grávida!
_ Isso é problema dela!
_ E ela disse que o filho é seu!
_ Isso é problema meu!


Um homenzinho chega a casa e avisa a mulher para fazer o jantar mais cedo, para tomar banho, para se perfumar, pôr-se toda jeitosa e ir para a cama e que esperasse lá por ele que ele tinha visto uma coisa num filme que era capaz de ser engraçada experimentarem.
A mulher ficou curiosa e perguntou-lhe que raio de coisa era aquela que ele tinha visto no filme.
E ele lá lhe explicou que tinham de arrastar a cama para a frente da porta do quarto, que ela tinha de estar muito quietinha lá na cama à espera dele porque ele ia vir a correr desde a ponta do corredor, saltar por cima da cama e depois que lá se iam ajeitar para fazerem aquilo ...
Ela concordou ...
Comeram, ela lavou-se, penteou-se, perfumou-se e foi deitar-se.
Ele foi para o fundo do corredor todo armado em atleta, ia a chegar à porta do quarto, mesmo quando ele se estava a preparar para saltar atravessa-se-lhe o gato à frente.
Coitado do homem nunca tinha dado um trambolhão tão grande, manda uma cabeçada no fundo da cama e fica ali a gemer como um perdido :
- Ai ai ai ai !
Vira-se a mulher muito má para ele :
- Ouve lá! Mas afinal que raio de f.... é esta que só tu é que sentes ?


Existia um casal, cujo casamento se encontrava numa situação nada famosa. Grande parte dos seus desentendimentos era devido a questões sexuais. Quais eram estas questões? O marido gostava, quando tinha relações com a mulher, de a chamar Brigitte Bardot, coisa que ela detestava. A outra questão, era a de o marido lhe querer ir ao cu, coisa que ela não deixava. E assim corria a vida deles, cada vez pior. A mulher, que por sinal até gostava do marido, decidiu-se a fazer algo para salvar o casamento. Assim, um dia de manhã, foi a um salão de tatuagens, e, explicando a história ao tatuador, pediu-lhe para ele lhe tatuar um B em cada bochecha do rabo, para o marido pensar na Brigitte Bardot. Feito isto foi para casa. Ao fim da tarde, quando o marido chegou do trabalho, a mulher falou com ele:
- "Querido," - disse ela - "vamos para o quarto que tenho uma surpresa para ti.".
E assim foram. Entraram no quarto, a mulher disse para ele se despir, apagou a luz, despiu-se e disse-lhe para ele lhe ir ao cu à vontade. O marido ficou radiante, e esteve doze horas naquela lufa lufa, a ir-lhe ao cu. Quando finalmente não aguentava mais, a mulher virou-se para ele e disse:
- "Sabes, querido, ainda tenho mais uma surpresa..."
- "Mais uma surpresa ?!? Não sei se vou aguentar..."
A mulher levantou-se da cama, acendeu a luz e virou o cu para ele.
- "Então, querido, o que achas?"
Ao que o marido responde:
- "BOB ?!? quem é o BOB?!?"


A rapariga tinha casamento marcado, e o burro do noivo jurava a pés juntos que ela era virgem, mas claro que ela não era.
Nervosa, ela pede conselhos à sua mãe :
- Mãe... o que é que eu faço ? O Astolfo pensa que eu sou virgem, e se ele descobre que eu não sou pode querer anular o casamento!
- Filha, olha, faz como eu fiz ao teu pai: Antes do momento X vais à casa de banho e dissolves umas pedras hume-hume num copo com água, passas a água na coisa e pronto, vais ficar toda apertadinha e ele vai acreditar, já que ele é mesmo burro.
Dito e feito, na hora do vamos-ver, a rapariga pôs as pedras num copo com água e deixou-o na casa de banho enquanto dissolvia.
A rapariga já estava na cama e o Astolfo foi à casa de banho e foi então que ela se lembrou do copo.
- Querido, não viste um copo com água que eu deixei na casa de banho ?
- Viff sifmf quefridifnhaf.


Na noite de casamento ela para ele que se mostrava um pouco desinteressado:
- Olha querido,sabes,na noite de casamento, normalmente é suposto os noivos fazerem...
- Fazer o quê?
- Sabes, aquilo!...
- Aquilo o quê?
- Aquilo que vês os cãezinhos fazer na rua...
- Porra! Não me digas que vou ter de andar toda a noite a mijar contra a parede!


Foi um casal para a sua lua-de-mel, mas o noivo desconhecia por completo o que teria que "fazer". Já no quarto, o noivo, muito nervoso, telefona para o seu pai.
O pai, já a par da história diz ao filho: - Calma, presta atenção ao que eu te vou dizer: primeiro tira a tua roupa -e ele tirou; agora tira a roupa dela -e ele tirou; deita-a na cama -e ele deitou; apaga a luz -e ele apagou; e agora atenção, isto é o mais importante, ..., atira-te para cima dela!
Ele atirou-se e deu uma valente cabeçada na mesinha de cabeceira.
Pegou novamente no telefone e disse: - Ai, ..., ai, e agora?
- Agora continua! - disse o pai.
E ele, agora confiante, continuou a dar valentes cabeçadas na mesinha de cabeceira!...


Estava um casal a praticar o sexo oral. Ele:
- Hmmmm, ai....Chupa...Chupa_Hmmmm...Chupa...PÁRA!!!!!! SOPRA!... SOPRA!
- Que foi?
- Sopra porra! Tá o lençol a subir-me pelo cu acima!


Um casal que estava um pouco mal de finanças estava a discutir.
- Se você soubesse cozinhar, podíamos dispensar a cozinheira e já era algum que se poupava!
- E se você soubesse fo_ podíamos dispensar o jardineiro!


Chega a mãe a casa e, ao ver a filha toda nua diz-lhe:
- Oh minha filha! O que é isso? Toda nua?
Responde-lhe a filha: - Não mãezinha, eu estou vestida para o amor!
A mulher lá resolve fazer o mesmo para o marido. Ele bate à porta, ela abre toda nua e ele diz-lhe:
- Oh Maria, o que é isso? Isso lá é jeito de vir à porta.
- Oh querido, eu não estou nua, estou vestida para o amor! - diz - lhe a mulher.
- E olha lá, não podias ter passado isso a ferro!


Na lua de mel diz o noivo para a noiva:
- Querida, tenho um segredo para te contar. É que eu sou daltónico!
- Querido, - diz a noiva - também tenho um segredo para te contar. É que eu não sou sueca, sou cabo-verdiana!


Um índio estava noivo de uma mulher de raça branca. O pai da noiva, que era contra o noivado, diz ao índio:
- Índio, para casar com minha filha, tem que ter piroca de 2 metros.
Responde o índio:
- Não faz mal! Índio corta!


Uma rapariga nova casou-se com um senhor já com uma certa idade. Ao fim de um certo tempo de casada, a rapariga foi ao médico e pediu-lhe para passar qualquer tratamento para o marido, já que este chegava muito cansado a casa, deitava-se e dormia. Disse então o médico:
- Olha, levas estas gotas. Pões na sopa do teu marido e ele fica curado.
Chegou a casa e disse à criada:
- Pões três pingos disto na sopa do patrão, mas não dizes nada!
Na hora do jantar diz a senhora para a criada:
- Maria, serve a sopa!
A criada foi para e cozinha. Nisto a senhora ouve a criada a rir. Diz ela então:
- Maria, serve a sopa!
E quanto mais a senhora chamava, mais a criada ria.
A senhora vai então à cozinha e pergunta:
- O que é que se passa Maria?
- Sabe o que é senhora? - diz a criada - Cada pingo que eu ponho na sopa, o esparguete põe-se de pé!


A seguir à noite de núpcias:
- Ó filho, essa coisa que tens aí é a mesma que usaste ontem à noite?
- É sim, amor!
- Ó pá, gastou-se tanto!...


Numa convenção sobre a sexualidade, o orador faz esta pergunta ao público:
- Quem é que daqui, faz amor todos os dias?
Várias vozes se fizeram ouvir:
- Eu! Eu! Eu!...
De seguida, continua o orador:
- Quem é que daqui, faz amor uma vez por semana?
Algumas vozes responderam:
- Eu!... Eu!... Eu!...
- E quem é que daqui, faz sexo uma vez por mês?
- Eu!... Eu!...
E quem é que daqui, faz amor uma vez por ano?
Ninguém respondia. Nisto surge um homem lá do fundo que gritava todo contente:
- Eu! Eu faço amor uma vez por ano! Eu!...
Diz-lhe então o orador:
- Então o senhor faz amor uma vez por ano e está todo contente?
- É que calha hoje!... - responde o homem.


_________________



Voltar ao topo
Mirtilo is offline Ver o perfil de utilizadores Enviar Mensagem Privada Visitar a página na web do utilizador
Mostrar os tópicos anteriores:   

Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum IMVU Portugal -> Humor Todos os tempos são GMT
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Neste fórum, você Não pode colocar mensagens novas
Não pode responder a mensagens
Não pode editar as suas mensagens
Não pode remover as suas mensagens
Você Não pode votar neste fórum
You can attach files in this forum
You can download files in this forum
You can post calendar events in this forum
Share on Facebook  IMVU Portugal topic RSS feed
 





Proudly hosted by www.forumcircle.com

Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group
Translation by: (c) 2000-2006 Luiz Castelo-Branco, Todos os direitos reservados.
Igloo Theme Version 1.0 :: Created By: Andrew Charron